“Por que o Autoconhecimento é a base para uma vida bem sucedida e feliz?”

Empoderar para LIBERTAR!

“Por que o Autoconhecimento é a base para uma vida bem sucedida e feliz?”

June 9, 2017 Uncategorized 0

 

 

 

 

John Lennon, dos Beatles, conta que quando ele tinha 5 anos de idade, a mãe dele sempre falava que a felicidade era a chave para a vida. Quando ele foi para a escola, perguntaram a ele o que ele queria ser quando ele crescesse. Ele respondeu “Feliz, eu quero ser feliz!. Então eles disseram que eu não tinha entendido a pergunta e eu disse a eles que eles não tinham entendido a vida!”

Todos nós queremos ser felizes, não é mesmo? A busca da felicidade é, em última instância, uma das razões mais importantes para vivermos, para tentar sempre melhorar, para partir em busca de nossos sonhos e para nos relacionarmos com os outros.

Mas o que é ser feliz para você? A felicidade é um conceito tão variado quanto a quantidade de pessoas na face da terra. Cada uma tem a sua forma de se sentir feliz, de buscar as experiências, pessoas, trabalhos, atividades, coisas, relacionamentos que elas acham que podem trazer a felicidade que tanto desejam. Ou seja, o que é felicidade para uma pessoa não é o que é a felicidade para outra. Uma pessoa pode ser muito rica e muito feliz e outra muito rica e muito infeliz. Outra pode ter uma vida modesta e infeliz e outra ser feliz em condições precárias.

Eu vou aprofundar o tema felicidade em outro texto e esse é sobre autoconhecimento. O que eu quero mostrar agora é que o conceito do que é a felicidade muda de pessoa para pessoa. Entende?

Então, se a felicidade é algo muito pessoal, para que a gente tenha mais chances de ser feliz nessa vida, é crucial que a gente se conheça de verdade. Para que possamos saber o que mais nos agrada, o que realmente valorizamos, o que nos traz a sensação da alegria, de preenchimento, e assim aumentar as oportunidades para termos o que queremos, precisamos ter entendido nossa forma de ser, a nossa personalidade, nossos valores, nossos pontos fortes e fracos, nossos talentos, nossos medos, etc..

Quanto mais nos conhecemos, mais nos entendemos, mais entendemos os outros e o mundo e conseguimos nos manter intencionalmente por mais tempo nessa “zona de prazer” chamada de felicidade. A palavra chave aqui é: intencionalmente, pois tudo que é intencional tem intenção, foco, vontade e, portanto, tem PODER! Se não nos conhecemos bem, a probabilidade de sermos felizes por longos períodos fica menor. Ser feliz passa a ser uma questão de sorte, de acaso, quando que o melhor, na minha opinião, e eu espero que na sua também, seria a felicidade como a regra e não como exceção!!

Se eu te perguntar como foi seu dia hoje, você me diria que passou o dia animado, sorrindo, falando e pensando nos projetos excitantes nos quais está participando, trabalhando naquilo que você quer, ou passou o dia preocupado, estressado e reclamando de alguma coisa ou de alguém e só conseguiu sorrir por alguns momentos, se é que conseguiu? Você fez coisas, esteve nos lugares, se relacionou com as pessoas que te deixam feliz, ou passou o dia pensando no próximo fim de semana ou feriado?

E se eu te perguntar o quanto você se conhece, o que você me diria? Quais são os seus valores principais, quais são os seus talentos? Você tem uma visão daquilo que você quer para você daqui a 2, 5 ou 10 anos? Ou você acha que já será muita sorte se você estiver no mesmo emprego, morando no mesmo bairro e vestindo os mesmos tamanhos de roupas que veste hoje? Se eu te perguntasse qual é o seu propósito de vida, o que você me diria?

Se você não sabe responder, de verdade, a estas perguntas, muito provavelmente você precisa de mais autoconhecimento. Mas ESPERE aí!! Se isso está acontecendo com você, não fique chateado! Você não está só! Primeiro porque ninguém veio para a vida com um manual de instruções que diz com detalhes, como nós somos, como funcionamos, etc.., e, em segundo, nossa educação e criação, nossos costumes e cultura nos levam muitas vezes a nos adequar às regras do grupo, nos incentivando a nos conformar e enquadrar naquilo que os outros nos impõem e não em descobrir justamente o que somos e aquilo que temos de especial. É como se, para sermos aceitos, seja em casa, na escola, no trabalho, temos que entrar no papel que nos é imposto. Crescemos aprendendo que o “certo” é o que vem de fora e não o que é sentido dentro. Faz sentido isso?

Se nos deixarmos levar por esse movimento de estarmos sempre nos afastando de nós mesmos, podemos chegar a um ponto onde podemos não reconhecer mais a pessoa que vemos no espelho, que percebemos que nosso trabalho não nos traz satisfação nenhuma, que não vivemos os nossos sonhos e que a nossa vida está vazia, pequena e morna.

Mas, o que você quer para sua vida é coisa muito melhor, não é mesmo? Tenho certeza que você quer uma vida plena, excitante, próspera e feliz! O primeiro passo para isso é se conhecer! Para te ajudar nisso eu vou te fazer umas perguntas para que você responda em uma semana, ok? Topa o desafio? Lá vai:

  1. Quem sou eu? aqui você deve olhar para sua história como um todo, de onde você veio, o que você aprendeu, o que você sabe, o que precisa melhorar, etc.., não coloque aqui o que você faz (atividade, profissão) mas aquilo que você é!
  2. Que sentido tem a minha vida? Qual o sentido de viver?
  3. Para onde eu vou? Para onde vai a minha vida?

Simples, não? Minha sugestão é que você tire um tempo todo dia, pense sobre estas questões e escreva as respostas. Assim você começará a ter mais clareza sobre quem você é. Qualquer dúvida que tiver você pode me perguntar pelo contato do site. Terei prazer em responder.

Para finalizar, você muito provavelmente já escutou a frase: “Conhece-te a ti mesmo”. Essas palavras estão escritas na entrada do templo de Delphos, na Grécia. O templo de Delphos foi construído em homenagem ao deus Apolo, o deus da beleza, da harmonia, do sol, um dos mais queridos pelos gregos. Já naquela época os gregos  sabiam da importância do autoconhecimento para uma vida bela, harmônica e feliz. O que eu não sabia e talvez você também não saiba, é que esta frase é  geralmente divulgada de forma incompleta. Na realidade, a frase completa escrita na entrada do templo é:

“Conhece-te a ti mesmo e conhecerás os deuses e o universo.”

Então, meu amigo ou minha amiga, se você quer conhecer o seu deus e o seu universo, e encontrar o seu modo de ser feliz: Conhece-te a ti mesmo!

Grande abraço!

Miguel Camargo